O dia está bom pra brincar com as crianças no MoMA, em NY


moma

Hoje é o Dia das Crianças, por isso não poderíamos deixar de falar dessas criaturinhas que enchem as nossas vidas de alegria.

Me ocorreram várias dicas possíveis, começando, é claro, pelos programas infantis deliciosos que me fizeram sentir como uma criança em diversas viagens.

Mas, ao invés de falar de um programa “de criança” achei que seria mais bacana dividir uma experiência de como inserir de forma muito divertida e lúdica as crianças em passeios “de adulto”.

E daí surgiu esse pequeno relato sobre a minha aventura com meus irmãozinhos Dudu e Fernanda.

Ok, nem precisam me dizer. Eu sei que é uma tentação fazer viagem de criança quando a gente tem pequenos como álibis! Mas, acreditem em mim, existe diversão para os pequenos além da Disney (e Disneyland e Eurodisney!).

Partimos pra uma viagem de 12 dias pra NY em janeiro do ano passado. Dudu tinha 13 anos e Fernandinha, 11.

O combinado era o seguinte: “a gente pode fazer t-u-d-o o que vocês quiserem nessa viagem. Só tem três coisas que são inegociáveis: nós vamos visitar o MoMA, o Metropolitan e o Guggenheim.” O t-u-d-o incluiu patinar no gelo à noite no Rockfeller Center, fazer guerra de neve no Central Park, brincadeira na loja da Lego, cheeseburger com Milkshake no Shake Shack, cheesecake no Magnolia Bakery, entre muitas outras bagunças deliciosas.

Em relação aos museus a primeira coisa que eu ouvi dos moleques foi “podemos ir logo nos primeiros dias pra gente se livrar logo?!” De fato, escolhi levá-los logo nos primeiros dias que era pra não correr o risco de por alguma razão eles perderem esta oportunidade.

E aqui vai a primeira dica nesta programação: acho que destes três o Museu mais legal pra começar com as crianças é o MoMA.

Uma coisa muito bacana dos museus na Europa e EUA é que eles têm materiais pensados pras crianças. Mas é muito mais do que livrinhos pra colorir. Os jogos e cadernos de atividades são desenvolvidos pra tornar a ida aos museus uma experiência incrível pros pequenos.

No nosso caso a brincadeira foi essa aqui:

material-bingo

Trata-se de um bingo de materiais: as crianças têm que observar as obras de arte com atenção. Aí, cada vez que encontram um destes materiais eles fecham a janelinha correspondente e o objetivo, como no Bingo, é completam uma linha vertical, horizontal ou diagonal.

E aí que a mágica acontece. Mais do que um entretenimento e uma distração esse jogo despertou a atenção das crianças para texturas, materiais e técnicas de cada artista. Não é esse o barato de ir a um museu?

Ao descobrir que os quadros do Pollock não tinham só tinta mas também terra, pregos, esmalte e até pedaços de papelão ou palitos de fósforo o Dudu se encantou com a técnica do pintor. Orgulho da irmã que também é fãzoca dele!!

Screen Shot 2014-10-12 at 12.14.49 PM

O melhor dessa história toda é que saímos todos tão encantados com aquela tarde que não só o Met e o Guggenheim deixaram de ser obrigação, como as próprias crianças fizeram questão de ir a outros museus.

Beijo grande pra criançada, especialmente pros meus queridos companheirinhos de viagem Dudu e Nanda.

Pra saber mais sobre as atividades, workshops e toda a programação infantil do MoMA acesse http://www.moma.org/learn/kids_families/index

Categories: América do Norte, Estados Unidos, Nova YorkTags: , , , , , , , , ,

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: